A mamãe do Rock and Roll

As origens do Rock tiveram inicio no Gospel

O empoderamento feminino quebra grandes barreiras durante a história da humanidade. Por isso é necessário reconhecer e homenagear aquela que é de verdade a Mãe do Rock, Sister Rosseta Tharpe. Nascida em 20 de Março de 1915, Rosseta balançava os membros da igreja que frequentava, tocando blues com solos de guitarra, foi ela quem popularizou o estilo e inspirou grandes nomes do rock na década de 50.

Uma das poucas mulheres a tocar guitarra na década de 20, Rosseta enfrentava o preconceito da época, muitos frequentadores da igreja não gostavam da forma como a Mãe do rock incrementava a música gospel durante suas apresentações. Mesmo com todo MI MI MI em outubro de 1938 ela gravou pela primeira vez, quatro faixas com arranjos mais rápidos, com a Decca Records, acompanhada pela orquestra de Lucky Millinder.

Mas em 1944 uma de suas músicas entrou de vez para história, “Strange Things Happening Every Day”, sendo considerada a primeira gravação de Rock and Roll e a primeira música Gospel do top 10 da Billboard. Em 1970, Rosseta precisou parar sua carreira subitamente por problemas de saúde e em 1973 faleceu depois de um derrame. Mas as condecorações continuam, em 2007 ela foi induzida ao Blues Hall of Fame, em 2008 um show foi organizado para angariar fundos para seu túmulo e no mesmo ano foi declarado que dia 11 de janeiro seria o dia de Sister Rosetta Tharpe na Pennsylvania.



Promoções da Cidade