Conheça as tattoos dos seus artistas preferidos

Com o início da Expo Tattoo, a Cidade foi atrás das histórias dos músicos e suas tatuagens

A tatuagem é uma das melhores expressões artísticas humanas, que veio lá dos primórdios fazendo parte da vida do homem de uma maneira intensa e criativa para expressar ideologia, gostos, e até mesmo a própria identidade.

Mas já parou pra pensar que a tatuagem é quase um pré-requisito para se tornar um astro do rock? Afinal é praticamente impossível encontrar uma banda em que não tenha pessoas tatuadas. Fazer tatuagem é uma prática cultural, e os nossos astros praticam isso da melhor forma! Então, vem ficar por dentro das tatuagens no mundo do rock.

 

O capixaba André Prando

André Prando, cantor e compositor

Cantor e compositor revelação do Espírito Santo, André fez sua primeira tatuagem aos 18 anos. As cinco primeiras foram feitas em sequência. Sua favorita tem escrito Lanches, bem no cantinho da barriga, demonstrando o quanto ele gosta de lanches! Outra que carrega um grande significado é o Yin Yang em cima do peito, tendo o conceito da dualidade do universo. “Apesar de algumas terem significado, hoje eu enxergo as tattoos muito mais como uma criação do artista, o significado de carregar uma peça de arte em mim, isso já me basta e acho lindo” afirmou André.

 

 

 

Chester Bennington, do Linkin Park

Chester Bennington, vocal do Linkin Park

O vocalista do Linkin Park, falecido em 2017, representava através das tatuagens a personalidade de um verdadeiro rockstar. Chester tinha chamas de fogo tatuadas em ambos os antebraços, que eram suas preferidas. As chamas nas cores azul e vermelha coincidem com as dos ombros que representam o símbolo do seu signo, peixes. Fez sua primeira tattoo aos 18 anos, no ombro esquerdo. 

 

 

 

 

Fieldy tem o corpo fechado

Fieldy, baixista do Korn

O baixista da banda Korn sempre gostou de caveiras e personagens controversos. Com o corpo quase todo coberto de tattoos, Fieldy sempre foi fascinado pelo estilo de vida dos little homies e low riders. Ele, que se converteu ao cristianismo, tem o retrato de Jesus no peito. “Sem dúvidas o melhor desenho que tenho na pele“. Mas nem só temas sérios ele tem no corpo. Fieldy tem a tatuagem do Bob Esponja no ombro direito, pois passou 4 anos de sua vida se divertindo ao assistir o desenho com os filhos.

 

 

Duff McKagan é de uma época em que as tattoos não eram tão populares

Duff McKagan, baixista do Guns´N Roses

O veterano do baixo de Los Angeles é de uma época em que as tatuagens não eram tão populares. Aos 55 anos, o cara lembra que, quando começou, era raro ver pessoas com as mangas inteiras rabiscadas. Em entrevista ele já revelou que seu primeiro salário recebido de uma gravadora foi gasto também com tatuagens. Para Duff o barulho da maquinha é como um vício, depois que começa, é difícil parar.

 

 

 

 

Pitty começou na tatuagem cedo

Pitty, cantora e compositora

A roqueira baiana, Priscila Leone, que atende como Pitty, fez sua primeira tattoo aos 15 anos (!!!). Ela não sabe ao todo quantas estão espalhadas pelo corpo, mas são entre 10 e 20. “Cada tatuagem tem o seu papel. Acho bom elas estarem aí, nem que seja só para me lembrar de que um dia fui muito nova e que essas eram minhas escolhas”, declarou certa vez para a revista Inked.

 

 

 

 

Leo Norbim critica a falta cada vez maior de significado para as tattoos

Léo Norbim, cantor e compositor

O músico capixaba tem inúmeras tatuagens, e fez sua primeira com apenas 17 anos. Foi um skateboard na canela. Léo disse que adotou o estilo Old School no braço direito, mas que hoje as tatuagens em geral têm cada vez menos significado. O cara tem âncora, ferradura, caveira mexicana, figa e navalha representados na pele. Segundo ele, “os antigos marinheiros tinham esses símbolos como representação de constância e estabilidade”.

Promoções da Cidade